TER UM BLOG

Quando comecei há 3 ou 4 anos eu tinha medo, muito medo. Me sentia só sem ter como compartilhar o que sentia ou o que eu produzia.

Pra ter uma ideia, eu gosto de compor poemas, contos e contar causos em momentos de inspiração. Compus o poema O HOMEM DA CHUVA, com uma história que acontecia no escritório onde trabalho. O poema impresso ficou afixado na parede muito tempo. As pessoas passavam e falavam: nossa! Que lindo! É … as pessoas costumam gostar de poemas. Quem compôs? Parece Carlos Drummond… Huummm parece Mário Quintana … Quando eu ou alguém se pronunciava e falava foi a Helenice, as pessoas saiam em silêncio e desconcertadas sem saber o que dizer. Teve um concurso na internet pelo extinto site Talentos prosa e poesia e eu o inscrevi. Ficou entre os 70 melhores com direito a publicação. Não fizeram outro concurso parecido.

Inspiração acontece a partir de situações que acontecem  ao longo do caminho: no ônibus, andando na rua, no aeroporto e até dormindo.

Eu tinha medo de as pessoas me ridicularizar e tinha medo da exposição. Daí eu pensei: se eu não começar a expor meus sentimentos e o que posso produzir continuaria com medo.

A internet tem espaço que pode ser explorado sem palpites de que não daria certo se eu tentasse. Não importava se alguém quisesse ler ou não, o importante pra mim era por pra fora o que eu gosto de escrever. O medo da exposição me levou a colocar nomes esquisitos nas páginas que até hoje não consegui mudar, mas vou continuar tentando deixá-la com nomes mais populares e fácil de ser encontrada.

Hoje tenho visitas de pessoas de todas as partes do mundo. Mais de 15.000 acessos numa página que fala sobre brinquedo de papel, outros quase 4.000 acessos numa página que fala sobre um livro que ajudei a passar a limpo, porque foi resultado de uma gravação, transcrita por uma portuguesa na França e depois de editado em língua francesa foi traduzido para o português. Daí entramos na história para deixar o livro com uma leitura aceitável no Brasil. Infelizmente no Brasil foi uma publicação com 300 livros e só. Na França foram mais de 3 publicações distribuídos para amigos que se interessaram pelo Relato de Vida de Cidinha.

Pra mim é impossível não falar de política e criei outra página, tem 80 acessos. As pessoas falam muito, se queixam de tudo, mas não discutem política nem propõe melhoras porque é polêmico. Ou as pessoas se omitem ou autoritarismo/individualismo os permitem pensar que só a opinião de um é a que vale, apesar de terem bem claro dentro de si o que querem. Alguns não se reconhecem fascistas, egoístas: está bom pra uns poucos, basta – desde que estejam incluídos nos poucos. Também não se reconhecem racistas, não se reconhecem indiferentes, não se reconhecem não tendo respeito pelo outro e por aí vai. Acho que cada um temos alguma falha e que podemos sim nos tornar melhores.

E reciclar é importante para ter um meio ambiente para o futuro, tenho uma página sobre reciclagem.

Tem outra página sobre – olha só o nome – ORGANIZAR A VIDA PRA NÃO PERDER TEMPO. E é possível localizá-la com esse nome loooooongoooooo e com mais de mil acessos do mundo inteiro. E as pessoas voltam, leem e continuam lendo …

Tenho outro blog com o nome MANUAL DO BEM ESTAR DO SEU INTESTINO e as pessoas procuram e querem saber sobre as soluções caseiras com produtos estritamente naturais – mudança de hábitos e atitudes. Em vários trechos tem a mensagem que a visita ao médico é fundamental. A página foi criada porque minha irmã tem sérios problemas digestivos e de saúde e a lista de dicas é extensa com ajuda de pesquisas na internet: chás, sucos, alimentos e a cura com experiências populares. A dúvida de um visitante e suas experiências ajudam descobrir outras utilidades.

E o retorno é muito bom: poderia ser melhor com as pessoas contando suas experiências e participando.

Os números apesar de em instantes não serem os mesmos (mais um novo visitante),  em projeção crescente, me deixam sentir com saldo positivo no resultado do meu trabalho e os comentários é um feedback pra lá de confortante.

Grata por você, visitante, fazer parte da minha felicidade pelo simples ato de visitar meu blog.

Redação
Helenice

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s